Articles

Screening for Diabetes Mellitus After Pregnancy

Além da triagem de acompanhamento para mulheres com histórico de GDM recomendado acima, a Women’s Preventive Services Initiative recomenda que todas as mulheres adiram às diretrizes de triagem da diabetes mellitus para a população em geral. Diretrizes para triagem da população em geral estão disponíveis na U.S. Preventive Services Task Force e na American Diabetes Association.

Em comparação com outros exames, a hemoglobina A1c é menos precisa nos primeiros meses após a gravidez. Além disso, os níveis de hemoglobina A1c podem ser imprecisos em mulheres com problemas como anemia, insuficiência renal, certas hemoglobinopatias (por exemplo, talassemia e doença falciforme ou traço falcêmico) ou em mulheres que fizeram transfusão recente. Entretanto, dadas as baixas taxas de testes pós-parto com glicose plasmática em jejum e testes de tolerância à glicose oral de 2 horas e 75 gramas, a hemoglobina A1c pode ser considerada uma alternativa para pacientes adequadamente aconselhados quando outros testes não são viáveis. Até 6 meses pós-parto, as alterações fisiológicas relacionadas à gravidez geralmente já foram resolvidas; portanto, todos os testes de triagem padrão são aceitáveis após 6 meses.