Articles

Supply Analysis

(A análise do fornecimento é sempre do ponto de vista do fornecedor/produtor)

Na nossa linguagem comum a palavra supply é usada para significar tantas coisas. Às vezes fornecimento é considerado como o estoque de uma mercadoria empurrada para o mercado, enquanto outras vezes é considerado como o fluxo de produção. Em Economia, oferta significa a quantidade de produto trazida para venda a um preço durante um determinado período de tempo. Nesta definição de oferta não levamos em conta a produção total durante um determinado período, mas apenas “a quantidade disponibilizada para venda”. Devemos ter em conta a distinção entre oferta tal como a definimos e produção. Assim, é possível que de um estoque total do que é produzido, uma parte seja trazida para venda e uma parte seja retida com a expectativa de um aumento futuro no preço. Da mesma forma, também é possível que a oferta seja maior que a produção atual – se o preço atual for lucrativo, estoques anteriores podem ser liberados.

Não parecendo uma curva de demanda, uma curva de oferta tem um declive positivo, refletindo a lei da oferta. A lei da oferta afirma que a quantidade fornecida está positivamente relacionada ao preço; ou seja, as empresas oferecem quantidades maiores a preços mais altos e quantidades menores a preços mais baixos. Neste caso, o preço é a recompensa pela produção para que preços mais altos de mercado tragam maiores quantidades. Preços mais altos fornecem às empresas fundos extras para comprar mais recursos ou insumos para aumentar a produção. Preços mais altos também funcionam como um sinal para os produtores de que os consumidores valorizam muito seus bens e desejam mais deles.